Balanço do Camp NaNoWriMo - Abril/17


São 22:13 do sábado e saibam que esse post quase não saía. Vamos agradecer a Nossa Senhora da Manutenção de Computadores pela graça alcançada.
Mas enfim... Vamos lá! Se você acompanhou minha série de posts no mês passado, já deve estar bem por dentro da minha trajetória no Camp. Caso não, esse post será um apanhadão geral sobre tudo, mas te recomento ir catar os posts de abril e ler tudo direitinho. Já se você não sabe do que se trata, só clicar neste link para se inteirar, e depois volta aqui pra gente conversar ;)
Mas vamos lá...
Esse ano resolvi ter um desafio em dobro. Ao invés de terminar uma história só, resolvi avançar com duas. "Sangue Eterno" foi uma das primeiras histórias que fiz, terminei e postei no Nyah. Tenho um carinho inacreditável por ela até hoje, mesmo ela tendo umas partes meio pombo ou inexplicáveis. Foi justamente para corrigir esse caminhão de problemas que resolvi reescrevê-la e deixá-la melhor, mais fluida, mais rápida, mais alta, com mais cabelo, com mais brilho, com mais coisas divônicas HAHAHAH
Já "Firestorm" é inspirada na antiga continuação de "Sangue Eterno", mas em uma época mais atual e um plot mais tretístico e movimentado. A ideia é que sejam duas histórias independentes, apenas relacionadas. Ou seja: quem quiser ler ambas, vai ficar sabendo de muito mais coisa desse universinho que estou construindo com tanto cuidado pra vocês. Mas quem quiser ler só uma ou só a outra, não tem problema. Vai entender o enredo do mesmo jeito.
Minha grande dificuldade pra SE principalmente foi que ela demorou para engatar, e minha grande sorte foi as decisões tomadas antes do Camp começar. Basicamente, peguei uma lista de cenas (que sempre faço quando planejo uma história) e fui ver na primeira versão quais cenas eu poderia aproveitar. Até que aproveitei bastante coisa, mas preciso reescrever alguns pedaços para melhorar ambientação e desenvolvimento de alguns personagens e tramas, além de encaixar melhor as cenas que fiz do 0.
Com FS, o processo foi semelhante. Vou aproveitar bastante coisa da primeira versão, mais até do que SE, mas precisei escrever muitas outras coisas, já que resolvi inserir algumas subtramas que não existiam originalmente, e inseri alguns personagens novos, que preciso desenvolver.
O lado bom é que consegui cumprir meu objetivo. Toda a parte inédita das duas histórias está concluída. Em SE deu pouco menos que as 30k que eu tinha pensado originalmente, mas o que importa é que funcionou.
Agora vem o lado complicado: esses dias que fiquei offline, comecei a refletir melhor sobre os enredos e decidi que tenho dois caminhos (um em cada) que deixaria tudo bem mais interessante e verossímil: ou seja, lá vem mudança. Essa parte é difícil porque não são meras mudanças pontuais, daquelas que a gente faz aqui e não impacta no resto. Essas mudanças vão realmente dar uma sacudida no pot, mas deixando meu lado escritora de lado: prefiro que meus autores preferidos demorem pra postar, mas tragam à luz uma história linda e fechadinha, que postar rápido e a história não ter pé nem cabeça. Imagino que meus leitores pensarão o mesmo. Então prefiro segurar mais um pouco e fazer bem feito a deixar de qualquer jeito e daqui uns anos querer reescrever tudo de novo.
Agora vamos à surpresinha do mês: eu realmente não estava esperando fazer isso. Fiquei em choque quando a ideia brotou em minha cabeça. Quando dei por mim, estava lá começando a continuação de Moonlight no maior estilo "miga, para, não começa isso n-AH, FODA-SE". Foi pouco depois de eu concluir tudo o que tinha planejado para SE e FS, e como tenho uma meta secundária de escrever todos os dias do mês em tempos de Camp e NaNo, tinha que catar outro projeto pra não deixar a peteca cair. Devo ter concluído umas 15 cenas, a maioria pequena, mas tem umas 4 bem grandes e que foram bem complicadas.
Só me resta torcer pra revisão ser menos sofrida que da parte 1.
Agora vamos ao que interessa: a contagem!
Depois que terminei tudo, fui correndo fazer a contagem total de palavras. O resultado foi o seguinte, segundo meu Word:


Isso que eu só tinha planejado escrever 60k
Como todo mundo que me acompanha nessas andanças escritorárias (a palavra nem existe, mas ok) sabe a essa altura, o contador do Camp/NaNo é um pouco diferente. Ainda sigo na minha odisseia de tentar descobrir que critérios eles usam, mas não achei nada.
O fato é que, pelo menos, o contator deles bota tua quantidade de palavras pra cima:


Os dois prints foram do último dia (por isso tá ali "words written today", aka "palavras escritas hoje"), antes e depois da validação final, obviamente.
Agora que passamos da fase da recapitulação da aventura, vamos para o saldo do mês: o Camp/NaNo é a coisa mais incrível que vi na vida, a mais foda que já tive o prazer de participar. Não apenas porque ganhei tudo até agora, mas principalmente porque esfrega na minha cara a puta preguiçosa que sou. Só escrevo e trabalho sobre pressão. Odeio essa minha característica e estou trabalhando para mudá-la, o Camp/NaNo é o ponta-pé que eu preciso pra escrever mais sempre. Só preciso largar a procrastinação nos outros campos da vida.
Sou praticamente uma Testemunha do NaNoWriMo, vivo batendo de porta em porta virtual "com licença, tem um minutinho pra ouvir falar das maravilhas que esse desafio pode fazer com sua vida de escritor/a?". E é realmente verdade. Vale muito a pena tentar, gente. Mesmo que você não ganhe, mesmo que você não chegue ao fim, ainda assim a experiência é válida por te tirar da inércia, por agitar sua mente e te colocar para trabalhar de uma forma totalmente nova.
Falo por mim agora: muitas vezes achamos que estamos bloqueados, que nunca mais vamos escrever, que estamos sem tempo, mas é apenas desculpinha de nossa mente para esconder o fato de que estamos procrastinando.
Claro que escrever deve ser um hobby antes de tudo. Mesmo pra quem ganha a vida assim, você tem que gostar do que está fazendo, tem que se divertir com aquela história. Por isso mesmo, sei que se forçar a fazer algo pode ter o efeito contrário, mas em algum momento você vai ter que sentar a bunda na cadeira e escrever se quiser tirar da mente essas ideias que te atormentam. Suas histórias não vão se escrever sozinhas, e essa pra mim é a melhor lição que o Camp e o Nano deixam. Não adianta eu choramingar que não posto nada, que não tenho mais leitores, que ninguém sabe mais quem sou eu na fila do pão do Nyah. Antes de conseguir meu lugar ao sol no mundo literário (mesmo que amador), eu preciso postar coisas novas.
Mas para isso eu preciso terminá-las.
E, obviamente, preciso começá-las para poder chegar ao fim.
Então que tudo o que coloquei aqui sirva pra te motivar a largar a preguiça de lado e voltar ao trabalho.
LARGA ESSA INTERNET E VAI ESCREVER!
Até o domingo que vem ;)

2 comentário(s):

  1. Oi Mih, fiz o camp de teste esse ano, e mesmo com o mês mais movimentado do mês e uma história demoníaca que não quis sair do lugar nem a pau, mudei de texto e passeia crônicas curtas e escrevi metade da minha meta. Não foi muito, não ganhei mas me deixou feliz por ser o primeiro que participei "só pra vê qualé"; quero pegar seu concelho de preparação para o Camp de julho[?], aproveitar as férias e desencalhar de vez. A cabana do camp também foi ótima motivação, faz de novo em julho!
    Ah e parabéns por ter levado as duas metas, três contando a de escrever todo dia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mudar de texto, ao que estou vendo, é algo que vai nos perseguir em todos os Camp HAHAHAH Já é o segundo em que faço coisas não planejadas. O que importa é que, no final, mesmo pra quem não ganha, a experiência é transformadora. A gente percebe que a procrastinação não é um monstro e nós podemos vencê-la, sim, mesmo que demore HAHAHAH
      Parabéns pelo resultado, já que mesmo não ganhando metade da meta é mais do que muita gente que nem tentou fez hahah Agora já dá pra ter uma ideia de como é o projeto e se adaptar melhor para as edições futuras. Espero contar com todo mundo de novo em julho, porque foi realmente bem divertido ♥
      E muito obrigada ♥ Vou tentar manter vocês atualizados da revisão também, mas esse mês acho que vai andar bem pouco porque estou meio atolada D:

      Excluir

Não gostaria de entrar e tomar uma xícara de café?